Vendas online - O passo a passo

Publicado em 17/03/2014 às 13h37

#1 Escolha o que você vai vender

 

Um dos processos iniciais ao montar uma loja virtual é fazer a escolha do segmento e quais os produtos que serão comercializados. Qualidade, design e rentabilidade devem ser fatores fundamentais e determinantes para que os produtos escolhidos satisfaçam o consumidor e traga retorno financeiro para o lojista. 

É importante que seja realizado um breve estudo de mercado para saber quais os artigos mais vendidos noe-commerce, quais produtos o mercado está precisando e tem pouca oferta, qual o perfil do público que irá atingir, entre outros. Desta forma, será possível optar por um tipo de segmento e, assim, concentrar os esforços e os investimentos em algo concreto e que, com certeza, fará sucesso. 

Produtos diferentes e baratos são muito comuns de serem encontrados no e-commerce, porém, a falta de qualidade também. Por este motivo, além de produtos com design arrojado é fundamental investir na qualidade dos mesmos, além de deixar o cliente satisfeito, o tornará fiel.

 

 

#2 Escolha seu domínio

 

A escolha de um domínio é um processo fundamental na identificação e divulgação da loja virtual, sendo esta tarefa importantíssima para o sucesso de um empreendimento online, por isso, é indispensável às lojas virtuais, a configuração de um domínio junto às empresas de registro de domínios. 

O domínio próprio é a primeira visão da marca na web, ou seja, antes do logotipo, do design e do conteúdo, está o domínio. As vantagens em possuir um endereço virtual próprio são muitas e agregam credibilidade e confiança ao empreendimento, ainda mais, se tratando de vendas no comércio eletrônico. Além disso, o domínio é o caminho mais rápido para o consumidor chegar à loja virtual. 

Para ter um domínio correto, que permita a memorização imediata é preciso associá-lo ao segmento ou aos produtos negociados na loja virtual e adaptá-lo à facilidade e à originalidade, como palavras curtas e simples. 

Para registrar um domínio próprio, acesse o site de uma das empresas especializadas abaixo: 

(Domínios .com.br): http://registro.br

 

 

 

#3 Escolha a plataforma que irá utilizar para sua loja virtual

 

Para montar uma loja virtual, escolher uma plataforma de e-commerce preparada para atender as necessidades do empreendimento é fundamental, pois através dela, o lojista terá mais facilidade ao gerenciar sua organização. 

Ao buscar a plataforma certa para seu empreendimento, procure optar pela disponibilização de layout personalizável, que tenha todas as ferramentas essenciais visando o seu crescimento, como emissão de diversos relatórios para a administração da loja, controle de estoque, suporte e outros. 

O sistema escolhido precisa ser uma ferramenta interativa, robusta, completa, profissional e deve estar preparado para atender e suprir as necessidades dos lojistas ao iniciar seu empreendimento, tornando a venda dos produtos mais fácil. 

Caso o empreendimento ainda seja pequeno, mesmo assim é preciso optar por uma plataforma robusta que esteja devidamente preparada e para um possível crescimento, e que disponibilize ferramentas aptas para possibilitar este crescimento, evitando possíveis transtornos com migrações e integrações, perda de dados e etc. 

Clique aqui e confira os recursos e ferramentas de nosso sistema. Poderá também clicar aqui, e efetuar um test-drive por 10 dias gratuitamente, para que possa conhecer nossa plataforma de comércio eletrônico na íntegra.

 

 

 

#4 Criação de logotipo e layout para sua loja

 

Ao iniciar a criação da loja virtual, o lojista poderá desenvolver um layout personalizado, objetivando despertar o interesse nos e-consumidores e comunicar o diferencial da empresa ou, então, poderá escolher um modelo pré-definido e alterar as cores dos mesmos. 

A criação de um logotipo é uma das áreas do design mais importante e valorizada. O processo de desenvolvimento de uma boa imagem que represente a marca de uma empresa pode se tornar uma ferramenta poderosa para atrair clientes. 

No espaço digital, nem sempre é possível mensurar o tamanho de uma loja virtual, sendo assim, seja ela grande ou pequena, a loja sempre deverá parecer atraente e passível de concorrer com qualquer outra. Para isso, um fator fundamental é possuir um logotipo condizente com a empresa e os produtos comercializados, com um layout que irá auxiliar na fixação da marca pelo consumidor servindo, também, como um cartão de visitas, já que ao digitar o seu endereço, o layout é o primeiro contato que o cliente tem com a loja. 

Caso não tenha conhecimentos específicos nesta área, possuímos um departamento de criação intitulado Layout&cia. Acesse aqui e veja nosso portifólio, ou mesmo acesse aqui para contratar nossos serviços de criação.

 

 

 

#5 Quais serão as formas de frete que irá utilizar em sua loja?

 

A escolha das formas de frete é muito importante, pois o processo de entrega não pode falhar em uma negociação online. O lojista poderá disponibilizar as formas de frete e envio através dos Correios. São elas: Sedex, E-Sedex, PAC, Sedex a Cobrar, Encomenda normal, etc... Leia mais...

E-Sedex
O E-Sedex é um serviço expresso para o envio de mercadorias, adquiridas através do comércio eletrônico, com tratamento prioritário e entrega em domicílio. Está disponível nas principais cidades do Brasil e só é disponível para pessoas jurídicas com atuação no comércio eletrônico que possuam contrato com os Correios. A coleta e entrega é realizada com modalidades de prioridades e com horas marcadas. 

Sedex
O Sedex auxilia na entrega de documentos e mercadorias em todo o território nacional, possui entrega domiciliar em dias úteis e de Segunda a Sábado, em mais de 4.800 cidades. A entrega da encomenda em área rural ou de risco é realizada exclusivamente na agência mais próxima do endereço do destinatário. São efetuadas três tentativas de entrega da mercadoria e depois destas tentativas, a mercadoria fica nos correios até sete dias corridos. Após o prazo, a mercadoria é devolvida ao remetente. 

PAC
O PAC é o serviço de encomenda da linha econômica para o envio exclusivo de mercadoria. Possui entrega domiciliar em dias úteis, de Segunda a Sexta-feira, em mais de 4.800 cidades. A entrega da encomenda em localidades sem viabilidade operacional, em área rural ou área de risco será realizada exclusivamente na agência mais próxima do endereço do destinatário. São efetuadas três tentativas de entrega da mercadoria, depois disso fica nos correios até sete dias corridos. Após o prazo, o objeto é devolvido ao remetente. 

Sedex a cobrar
O Sedex a cobrar é um serviço de remessa expressa para envio de documentos e mercadorias, no qual o remetente paga os preços postais no momento da postagem e estipula o valor que será cobrado do destinatário. A entrega de encomenda Sedex a cobrar será realizada internamente, em dias úteis, na agência de Correios mais próxima do endereço do destinatário. O prazo de entrega é considerado a partir da chegada do objeto na agência que efetuará a entrega interna da encomenda ao destinatário. A agência dos Correios emitirá o aviso de chegada da encomenda Sedex a cobrar ao destinatário e este terá o prazo máximo de sete dias corridos para a retirada da encomenda, após este prazo a mesma será devolvida imediatamente ao remetente. 

Frete internacional
Para realizar entregas internacionais, o lojista deve se afiliar a empresa Fedex. É preciso fazer as configurações de idiomas necessárias na loja virtual e esta opção estará disponível em três idiomas. 

As pessoas estão confiando muito no e-commerce e essa prática está cada vez mais comum. Um dos fatores que impulsionaram a confiança dos consumidores foram as formas de frete oferecidas pela loja virtual, afinal, o cliente compra e quer receber seu produto na data estipulada e nas devidas condições. 

Sugestão
O ideal é que o lojista opte por apenas uma forma de frete para que agilize o processo de compra e não confunda o cliente em nenhum dos passos da mesma. Aconselhamos o E-Sedex para regiões atendidas por esta modalidade dos Correios e Sedex para as demais regiões.

 

 

 

#6 Quais serão as formas de pagamento que irá disponibilizar?

 

O lojista deverá oferecer diversas condições de pagamento aos seus clientes, como planos, cartões de crédito, boleto e financiamentos, ou seja, diferentes opções de pagamento para os diversos perfis de consumidores, visando facilitar a venda de produtos e agregar credibilidade à loja virtual. Atualmente, existem inúmeras formas de pagamento que podem ser implantadas. Leia mais...

Visando atender as necessidades dos clientes, prezando a segurança e a confiança, é possível disponibilizar dezenas de formas de pagamento que deverão ser aplicadas loja virtual. É necessário que o lojista se afilie a operadora/banco desejado. O lojista poderá disponibilizar as seguintes formas de pagamento como Cartões de crédito (Visa, Mastercard, Diners, Amex, Aura, Hipercard) credenciados pela Cielo, Redecard e outros, Boletos bancários (Santander, Itaú, Unibanco, HSBC, Caixa, Nossa Caixa, Banco Real), Financiamentos, Intermediadores (Mercado Pago, PagSeguro, PayPal, Pagamento Digital, MoIP, Dinheiro Mail, F2B). 

Referências citadas:
Mercado Pago: http://www.mercadopago.com.br
PagSeguro: http://www.pagseguro.com.br
PayPal: http://www.paypal.com.br
Pagamento Digital: http://www.pagamentodigital.com.br
MoIP: http://www.moip.com.br

 

 

 

#7 Crie textos institucionais para sua loja

 

A fim de cultivar a confiança dos consumidores do e-commerce, é necessário que as lojas virtuais produzam textos institucionais, como por exemplo, um texto explicativo apresentando a loja virtual contendo missão, visão, valores e outras informações complementares como endereço, garantia dos produtos, política de troca, política de privacidade, dúvidas ou uma central de ajuda. Leia mais...

As lojas virtuais, diferentemente dos empreendimentos físicos não possibilitam um contato direto e pessoal entre o consumidor e o lojista. Por isso, é fundamental que as empresas virtuais desenvolvam textos institucionais para que o cliente possua todas as informações necessárias pra efetuar a negociação sem dúvidas e com mais confiança. 

Embora possuam caráter simples, esses textos são ferramentas muito importantes partindo da visão do cliente, pois estes servem como um grande auxílio para que conheçam melhor a empresa e sua política, possibilitando maior integração quando há dúvidas referentes à trocas ou devoluções de produtos, por exemplo.

 

 

#8 Cadastre os produtos escolhidos

 

Ao cadastrar os produtos no e-commerce é importante listar as principais características e vantagens que ele proporciona aos seus consumidores, bem como sua forma de uso e funcionalidades. Expor detalhes como cor, tamanho, textura, modelos, e ainda, sempre que possível, um link destinado ao manual de instruções e sites dos fabricantes, agregam valor ao produto. As informações atualizadas e bem disponibilizadas ajudam o cliente a entender as funções do produto com clareza e realizar a compra com confiança. Leia mais...

As fotos dos produtos devem possuir extrema qualidade, pois como os clientes não podem tocar os produtos, ou analisá-los de perto, é fundamental que todos os detalhes do mesmo apareçam claramente, por isso é importante que as imagens possam ser ampliadas e que haja a possibilidade de acionar o zoom dos produtos, dessa forma, o cliente visualiza como se estivesse em uma loja física, com o conforto da loja virtual. 

É fundamental que haja textos com as explicações dos produtos. Por exemplo, o cliente poderá ver os detalhes do produto, mas é de extrema importância que ele saiba as medidas do objeto, tamanho das roupas, cores disponíveis, instruções de uso, configurações, entre outros. A descrição dos produtos substitui o vendedor.

 

 

 

#9 Segurança

 

Com a função de criptografar dados das transações garantindo a segurança das lojas virtuais, é possível aplicar dois tipos de certificado de segurança nas lojas virtuais: o Certificado próprio (https://www.seudominio.com.br), caso o lojista já possua um e o Certificado compartilhado (https://www.criacaolojavirtualmaa.com.br/nomedaloja), disponibilizado pelas próprias plataformas aos lojistas, sendo a Criação de Loja virtual MAA uma delas. Leia mais...

 Além dos certificados, a loja virtual precisa ter integração com uma empresa de análise de riscos e entre as mais conhecidas estão a ClearSale e FControl, que possibilitam segurança ao empreendimento e ao lojista, ao fazer a identificação do grau de risco dos pedidos realizados na loja e se é viável a conclusão das negociações. 

 

 

#10 Marketing digital

 

Toda empresa precisa desenvolver um trabalho de marketing digital para ser conhecida por seu público e para atingir novos consumidores. Com aslojas virtuais isso não é diferente, por isso, há três principais maneiras de divulgação que podem ser realizadas: SEO (Otimização para sites de busca), Links Patrocinados (Google, Yahoo, entre outros) e sites Comparadores de preço (Buscapé, Shopping Uol, entre outros). Leia mais...

O SEO ou “Search Engine Optimization” é o conjunto de técnicas que permitem que a loja virtual fique melhor posicionada em sites de busca como o Google, Yahoo, Bing, UOL, entre outros. Já os Links Patrocinados, visa o mesmo objetivo que o SEO: aumentar as visitas na loja eletrônica e, consequentemente, o número de vendas na mesma. Entretanto, o serviço de SEO caracteriza-se pela busca orgânica e os Links Patrocinados, como sugere o nome, são links pagos que aparecem nas primeiras páginas dos buscadores. 

Os sites de comparadores de preços são caracterizados por auxiliar os consumidores no momento da escolha dos produtos. As lojas virtuais devem ser cadastradas nesses sites para que possam aparecer nos resultados das pesquisas realizadas pelos clientes. São exemplos de comparadores: Buscapé, Shopping Uol e etc. 

Se o lojista não tiver experiência, poderá contratar empresas que prestam esse tipo de serviço, como a Dotstore, sendo disponibilizada também, uma parceria com o site Buscapé, onde créditos são doados aos lojistas para a iniciação. Em caso de interesse, entre em contato conosco clicando aqui.

Referências citadas
Buscapé: http://www.buscape.com.br
Shopping Uol: http://www.shoppinguol.com.br
Google (Links patrocinados): http://www.google.com.br/intl/pt-BR/ads

 

 

#11 Redes sociais

 

As redes sociais são formas abrangentes que um empreendimento virtual pode fazer uso, com o intuito de divulgar sua marca, seus produtos e suas promoções, atingindo um público diferenciado com mensagens rápidas e objetivas, por intermédio de mídias como o Twitter, Facebook, Linkedin, Orkut, Formspring, entre outros.

Possuir um perfil nas redes sociais já faz parte do universo comercial e possibilita aos clientes da loja maior participação e integração com a empresa. Algumas lojas virtuais, por exemplo, disponibilizam no Twitter promoções de determinados produtos e vantagens disponíveis apenas aos seus seguidores.
Outras utilizam um Blog para manter uma relação saudável com seus clientes através de artigos, informações sobre produtos e possibilidade de comentários.

Criar e manter um relacionamento com os consumidores virtuais os incentiva a permanecer em contato constante com a loja online, tirando dúvidas, dando sugestões e críticas e, ainda, participando de eventos, palestras, promoções, além é claro, de consumir mais. As empresas que estão fora das redes sociais já estão perdendo uma importante parcela de mercado.

Referências citadas:
Twitter: http://www.twitter.com
Facebook: http://www.facebook.com
Linkedin: http://www.linkedin.com 
Orkut: http://www.orkut.com
Formspring: http://www.formspring.me
Blog: http://www.wordpress.com

Enviar comentário

voltar para Maa Weblog

show tsN fwR center|left tsN fwR uppercase fsN|left show fwR fsN uppercase|bnull||image-wrap|login news normalcase c10|fsN fwR c10 normalcase|normalcase c10|news login fwR c10 normalcase|tsN fwR c10 normalcase|fwR normalcase c10|content-inner||