Por que comprar de pequenas empresas melhora a economia

Publicado em 16/09/2015 às 20h53

Por que comprar de pequenas empresas melhora a sua vida e a economia do país.

Luiz Barretto, presidente do Sebrae, afirma que comprar de uma micro ou pequena empresa contribui para a recuperação da economia

Por Camila Lam - 11/09/2015
 
Um simples ato pode mudar economicamente a região em que você mora ou trabalha. Comprar de um pequeno negócio no seu bairro contribui para a geração de renda e cria oportunidades para a abertura de novos negócios nos arredores.

Este é o mote do movimento Compre do Pequeno Negócio, lançado no dia 5 de agosto pelo Sebrae. O objetivo é conscientizar a população sobre a importância de escolher micro e pequenas empresas na hora de consumir.

As vantagens são inúmeras para a sociedade e para os empreendedores. Hoje, as micro e pequenas empresas empregam 52% da população que tem carteira assinada e respondem por 27% do PIB nacional.

Para Luiz Barretto, presidente do Sebrae, comprar do pequeno negócio é um ato cidadão porque movimenta o dinheiro na região onde o consumidor mora ou trabalha. “A circulação de pessoas e dinheiro no bairro aumenta, gerando possibilidade de ganhos para outros negócios já instalados ou mesmo para a abertura de novas empresas”, diz Barretto.

Além de ajudar a fortalecer a economia, evita a perda de tempo com deslocamentos por conta da proximidade do negócio e contribui para a geração de oportunidades de emprego.

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e a Associação Brasileira de Franchising (ABF) também apoiam a iniciativa, que tem como data oficial o dia 5 de outubro. “O nosso objetivo é transformar o 5 de outubro, dia da Micro e Pequena Empresa, em um marco para o varejo brasileiro”, afirma. Confira a entrevista completa com o presidente do Sebrae:

O que a comunidade ganha quando as pequenas empresas do bairro são fortes?

Os pequenos negócios podem contribuir decisivamente para a recuperação e a valorização de espaços urbanos. Uma padaria que fica famosa pelo sabor e qualidade dos pães, uma oficina mecânica que se destaca pelo atendimento de qualidade e pela relação de confiança com seus clientes, um salão de beleza que lança um pacote promocional diferenciado: tudo isso tem potencial para modificar a vida de uma comunidade. A circulação de pessoas e dinheiro no bairro aumenta, gerando possibilidade de ganhos para outros negócios já instalados ou mesmo para a abertura de novas empresas.

Por que as pessoas deveriam dar preferência para os pequenos negócios locais?

Muita gente não imagina que comprar de uma micro ou pequena empresa contribui para a recuperação da economia. Os 10 milhões de pequenos negócios representam mais de 95% do total de empresas brasileiras e são responsáveis por 27% do PIB e mais da metade dos empregos formais do país. Eles garantem o salário de 17 milhões de trabalhadores com carteira assinada. Mesmo em um ano difícil como este, os pequenos negócios continuam gerando empregos. No primeiro semestre, foram 116,5 mil novas vagas nos mercadinhos, cafeterias, pet shops e outros comércios e serviços.

Quanto mais consumidores optarem pelas micro e pequenas empresas, mais elas terão condições de seguir no ritmo de geração de empregos e de renda. Queremos conscientizar a sociedade de que comprar do pequeno negócio é um ato cidadão, transformador, porque movimenta o dinheiro na região onde o consumidor mora ou trabalha. Isso gera novas oportunidades de desenvolvimento local e contribui para a abertura de novas vagas de trabalho e aumento da renda. Queremos que a sociedade abrace a causa do Movimento Compre do Pequeno Negócio porque essa é uma alternativa para a superação da crise.

Quais são as vantagens para o consumidor que escolhe comprar de empresas perto da sua casa ou trabalho?

Comprar de empresas perto de casa ou do trabalho facilita a vida do consumidor. Sabemos que em grandes cidades o trânsito é um problema. Quanto mais o consumidor puder diminuir o tempo de deslocamento diário, maior a qualidade de vida, sem contar os custos evitados com estacionamento ou combustível.

Os pequenos negócios estão perto da casa ou do trabalho de todos nós. Com mais clientes, as pequenas empresas podem investir mais na inovação e na qualidade de seus produtos e serviços e se fortalecerem no mercado, ficando mais aptas a gerar ainda mais ganhos para a economia local.

Como os empreendedores podem vender mais para os clientes do seu bairro?

Melhorando a gestão do negócio. Se, por um lado, estamos conversando com a sociedade para que ela se engaje no Movimento e compre mais do pequeno negócio, por outro lado o Sebrae está se preparando para a maior ação de capacitação que já fizemos no país. Queremos que o consumidor compre mais das pequenas empresas e, nesse sentido, o nosso objetivo é transformar o 5 de outubro, dia da Micro e Pequena Empresa, em um marco para o varejo brasileiro.

Claro que todo dia é dia de comprar do pequeno negócio, mas queremos que esta seja uma data anual especial para consumir de micro e pequenas empresas. Mas, para isso, o empreendedor precisa estar apto a atender o cliente da melhor forma possível.

Assim, entre os dias 21 e 26 de setembro, o Sebrae vai oferecer, em todos os 26 Estados e no Distrito Federal, ações gratuitas de capacitação para microempreendedores individuais (MEI), donos de micro e pequenas empresas, e pequenos produtores rurais. Além dos 700 pontos de atendimento do Sebrae, vamos criar 411 pontos adicionais para ampliar o acesso dos pequenos negócios a orientações essenciais para o crescimento da empresa.

Nossa meta é atender mais de 300 mil empreendedores nesse período, com cursos, palestras e oficinas principalmente sobre vendas e finanças. Esses temas são importantes em qualquer época, mas em tempos de crise são ainda mais essenciais para a sustentabilidade do negócio. É uma excelente oportunidade para o empreendedor melhorar sua gestão e o atendimento aos consumidores.

Quais são os principais desafios para manter um negócio de bairro?

Em tempos de dificuldade na economia como o que vivemos, os consumidores ficam muito mais seletivos em relação ao que compram e onde compram. O maior desafio para manter um negócio de bairro é a capacitação. Nesse momento em que mais pessoas buscam o empreendedorismo por necessidade, é preciso ficar claro que sem qualificação um negócio não tem chance de permanecer no mercado por muito tempo.

Os consumidores e os fornecedores estão mais exigentes e os empreendedores precisam investir na melhoria da gestão do negócio, em um bom atendimento, na oferta de produtos e serviços com algum diferencial de qualidade. O Sebrae é especialista em pequenos negócios e está à disposição dos empreendedores para ajudá-los nesses desafios.

Todos os donos de pequenos negócios estão convidados a participar da nossa semana de capacitação. Procure o Sebrae de seu Estado ou fale com nosso canal de atendimento 0800 570 0800 para conhecer a programação estadual de capacitação.

Enviar comentário

voltar para Maa Weblog

show tsN fwR center|left tsN fwR uppercase fsN|left show fwR fsN uppercase|bnull||image-wrap|login news normalcase c10|fsN fwR c10 normalcase|normalcase c10|news login fwR c10 normalcase|tsN fwR c10 normalcase|fwR normalcase c10|content-inner||